spadapele

Gel Termo Redutor Ervas & Algas 150g - Cód. 1278

Escrito em 19/08/2015
Spa da Pele


Descrição

Clinicamente testado e aprovado. Complexo hiperemiante com 10 ativos ricos em saponinas triterpenóides, flavonóides e taninos, além de vitamina A e E, sais minerais e proteína com propriedades: antilipêmico, vasoconstritoras e venotônicas periféricas, estimulantes do metabolismo cutâneo e ativadores da microcirculação. Melhora a textura da pele, equilibra a hidratação e irrigação dos tecidos.

  Complexo de ativos com propriedades estimulantes do metabolismo cutâneo, sendo ativadores da circulação, possui atuação metabólica age profundamente no tecido adiposo e celulitico, também é ativador da microcirculação, melhora a textura da pele, equilibra a hidratação e irrigação dos tecidos. Possui propriedades antilipêmico, vasoconstrutora e venotônicas periféricas, auxilia na drenagem dos edemas. Contém saponinas triterpenóides, principalmente escina, flavonóides e taninos, além de vitamina A e E, sais minerais e proteínas. Tendo efeito hiperemiante, com aquecimento local variável de acordo com a Sensibilidade da Pele.


Dicas de Uso

  Após a hiperemia, aplicar o Creme Redutor Ervas & Algas e aplicar técnica de leve massagem drenante que irá com seus ativos completar sua massagem para a redução de celulite e gordura local.

 


Ativos Relacionados

Algas Marinhas (Algae extract)

Utilizadas durante milênios as algas marinhas são alimentos extremamente ricos, dotados de propriedades medicinais e cosméticas. São ricas em pró-vitamina A, sais minerais, cálcio, ferro e iodo. Exerce ação remineralizante, emoliente e protetora do tecido cutâneo, ativadora do metabolismo celular epidérmico. No tratamentos corporais são utilizados pela grande ativação sanguínea o que faz com que tenha um grande resultado na celulite e ativação do tecido

 


Estudos Científicos

Nicotinato de metila

O nicotinato de metila é um éster do álcool metílico e do ácido nicotínico, com característica polar, muito solúvel em água e álcool etílico (1, 6,10);  possui ação vasodilatadora 5 minutos após a aplicação, atingindo valor máximo entre 15 e 30 minutos, mantendo-se por pelo menos 60 minutos e diminuindo em até 2 horas. Este processo promove aumento da circulação cutânea com extravasamento de sangue nos capilares periféricos localizados na derme e junção derme-epiderme, ( visto a olho nú através da coloração avermelhada da pele) manifestado pelo efeito rubefaciente imediato (eritema cutâneo ) e o calor é dissipado por irradiação e condução; não induz resposta imunológica e nem formação de edema(3, 4, 6, 8, 10 a 15);

Mecanismo de ação:  vasodilatador do nicotinato de metila envolve ação direta na musculatura lisa e/ou o envolvimento de um mediador, induzindo resposta inflamatória com elevação do nível de prostaglandina D2 (PGD2) em cerca de 58 a 122 vezes, variando a resposta nas diferentes partes do corpo (8,10,12-14);

Conclusão: pelas  suas propriedades, o nicotinato de metila é empregado nas formulações de uso tópico como promotor de penetração e permeação cutânea de substâncias ativas incorporadas,

Fonte: http://www.anvisa.gov.br/cosmeticos/informa/parecer_nicotinato_metila.htm

Referências bibliográficas

1. International Cosmetic Ingredient Dictionary and Handbook, 8. ed., v. I, p. 854, 2000.

2. REINBERG A.E., SOUDANT E., KOULBANIS C., BAZIN R., NICOLAI A., MECHKOURI M., TOUITOU Y., Circadian dosing time dependency in the forearm skin penetration of Methyl and Hexyl Nicotinate. Life Science, v. 57, n.16, p.1507 - 1513, 1995.

3. BOELSMA E., ANDERSON C., KARLSSON A. M. J., PONEC M., Microdialysis Technique as a Method to Study the Percutaneous Penetration of Methyl Nicotinate Through Excised Human Skin, Reconstructed Epidermis, and Human Skin In Vivo. Pharmaceutical Research, v. 17, n. 2, p. 141 - 147, 2000.

4. C. LAFFORGUE, I. EYNARD, F. FALSON, A.C. WATKINSON, J. HADGRAFT, Percutaneous absorption of methyl nicotinate. International Journal of Pharmaceutics, v. 121, p. 89 - 93, 1995.

5. D. WOOLFSON, R.K. MALCOLM, K.CAMPBELL, D.S. JONES, J.A. RUSSELL, Rheological, mechanical and membrane penetration properties of novel dual drug systems for percutaneous delivery. Journal of Controlled Release. v. 67, n. 2 - 3, p. 395 - 408, 2000.

6. CASELLI A,. HANANE T., JANE B., CARTER S., KHAODHIAR L., VEVES A., Topical methyl nicotinate – induced skin vasodilation in diabetic neuropathy. Journal of Diabetes and its Complications, v. 17, n. 4, p. 205 - 210, 2003.

7. Methyl Nicotinate, CTFA On-Line. Disponível no site: http://www.ctfa-online.org/ctfa, acesso em 10/05/2000.

8. V. KOIVUKANGAS, A. OIKARINEN, P.I. SALMELAT, A. LAHTI, Microcirculatory response of skin to benzoic acid and methyl nicotinate in patients with diabetes. Diabetic Medicine, v. 17, p. 130 - 133, 2000.

9. MULLER B., KASPER M., SURBER C., IMANIDIS G., Permeation, metabolism and site of action concentration of nicotinic acid derivatives in human skin Correlation with topical pharmacological effect. European Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 20, p.181 - 195, 2003.

10. ZHAI H., EBEL J. P., CHATTERJEE R., STONE K.J., GARTSTEIN V., JUHLIN K. D., PELOSI A., MAIBACH H.I., Hydration vs. skin permeability to nicotinates in man. Skin Research and Technology, v.8, p.13 - 18, 2002.

11. REALDON N., RAGAZZI E., MORPURGO M., RAGAZZI E., Influence of processing conditions in the manufacture of O/W creams. Science Direct – Il Farmaco, v. 57, n. 5, p. 349 - 353, 2002.

12. MCELNAY J.C., BENSON H. A. E., HARLAND R., HADGRAFT J., Phonophoresis of Methyl Nicotinate: A Preliminary Study to Elucidate the Mechanism of Action. Pharmaceutical Research, v. 10, n.12, p.1726 - 1731, 1993.

13. FOUNTAIN R.B., BAKER B.S., HADGRAFT J.W., SARKANY I., The rate of absorption and duration of action of four different solutions of Methyl Nicotinate. British Journal of Dermatology, v. 81, p. 202 - 206, 1969.

14. LEOPOLD C. S., MAIBACH H.I., Effect of lipophilic vehicles on in vivo skin penetration of methyl nicotinate in different races. International Journal of Pharmaceutics, v. 139, p. 161 - 167, 1996.